A tinta do seu cartucho acabou?

Ao perceber as primeiras falhas de impressão por falta de tinta no seu cartucho, recomendamos que você pare de imprimir imediatamente, pois o uso do cartucho sem tinta pode causar sérios danos, inclusive a sua queima.

Por que o cartucho de tinta queima?

A tinta do cartucho é pulverizada no papel através do aquecimento gerado na cabeça de impressão, que pode chegar a 400°C, e a tinta também é responsável pelo resfriamento desta cabeça de impressão. Sem tinta para resfriar a cabeça de impressão, o cartucho pode vir a queimar.

Como transportar o cartucho de tinta vazio para recarregar?

Retire o cartucho da impressora e coloque-o na sua própria embalagem, evitando o contato de qualquer objeto no circuito eletrônico e na cabeça de impressão. Em momento algum, o exponha ao calor.
Caso não tenha embalagem apropriada, leve na mão obedecendo as mesmas recomendações anteriores.

A impressora não reconhece o cartucho de tinta?

Se você acabou de instalar um cartucho novo ou recarregado, certifique-se de ter removido a fita de proteção da cabeça de impressão, pois ela isola os contatos da impressora com o cartucho.

Cartuchos de tinta - Cuidados importantes:

Armazene em local fresco;
Ao primeiro sinal de falha de impressão, pare de imprimir;
Não toque no circuito eletrônico. Os sais do nosso corpo poderão danificá-lo;
A falta de uso resseca a tinta e entope a cabeça de impressão;
Não enrole o cartucho em papéis ou sacos plásticos;
Não cole fita adesiva na cabeça de impressão. Poderá danificá-la.

É possível recarregar os cartuchos compatíveis?

É possível, mas não é indicado. A maioria dos cartuchos compatíveis, tanto de tinta quanto de toner, não possuem a mesma qualidade na fabricação de seus componentes como os cartuchos originais, podendo não suportar outros ciclos de trabalho, vindo a danificar seu equipamento e prejudicar seu desempenho durante o uso.

Cartuchos de toner - Cuidados importantes:

Não toque no cilindro fotocondutor do seu toner;
Não exponha o cilindro fotocondutor à luz;
Não agite demasiadamente o cartucho de toner;
Armazene em local fresco, dentro da sua embalagem.

O que é um cartucho remanufaturado?

É um cartucho que passou pelo processo de limpeza e recarga. Ele pode ser um cartucho de impressora a Laser (cartucho de toner) ou de impressora ink jet (cartucho de tinta), onde o processo de remanufatura é constituído por uma série de etapas que garantem a reutilização do cartucho com a mesma qualidade e capacidade, maior ou igual a do original.

No Menu de Artigos você encontra tutoriais que ajudam a resolver problemas e a obter melhores resultados com suas impressões. 

Confira!

Caso queira saber de outros assuntos relacionados aos nossos produtos e serviços, envie sua mensagem para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. sobre o seu interesse.

Rendimento por página: o papel da ISO/IEC

Rendimento por página descreve o número estimado de páginas que podem ser impressas com um cartucho de impressão.

Por muitos anos, os fabricantes de equipamentos originais de impressoras e produtos multifuncionais (MFPs), desenvolveram seus próprios métodos para testar e relatar o rendimento dos cartuchos de toner e de tinta. Com tantos métodos diferentes, tornou-se difícil para os clientes compararem objetivamente os produtos concorrentes no momento da compra.

Em junho de 2004, a International Organization for Standardization (ISO), em conjunto com a Comissão Electrotécnica Internacional (IEC), publicou a norma de rendimento ISO/IEC 19752 para cartuchos de toner monocromáticos.

Em dezembro de 2006, padronizaram os cartuchos de tinta coloridas com a ISO/IEC 24711 e os cartuchos de toner coloridos com a ISO/IEC 19798.

Várias indústrias fabricantes trabalharam em conjunto com a ISO e a IEC para criarem estas normas.

As especificações da ISO/IEC estipulam o uso de páginas de testes padrões impressos em um ambiente controlado e com as configurações padrão da impressora.

Os testes de rendimento ISO/IEC são feitos de uma forma tão controlada no uso real que os clientes não são muito propensos a reproduzir as mesmas condições nos seus próprios escritórios ou locais de trabalho. Como resultado, os rendimentos reais podem variar consideravelmente - ser maior ou menor - dependendo de uma variedade de fatores. De fato, a seção 4.3 da norma ISO/IEC 19798 inclui a seguinte declaração: "... Percebe-se que os clientes normalmente não imprimem de forma contínua, mas essas mudanças são feitas para diminuir o tempo de testes e aumentar a repetitividade do processo de teste. Dependendo das condições de utilização, o rendimento experimentado por certo cliente pode variar de forma significativa a partir do rendimento medido por este método de teste”.

Procedimentos de teste ISO/IEC

Cartuchos de Toners Monocromáticos:

O procedimento de teste ISO/IEC 19752 requer uma página de teste padrão (figura 1) a 5% de cobertura em formato A4 para ser impresso de forma contínua até o cartucho atingir o fim da vida.

Figura 1: ISO / IEC 19752
Página de teste monocromático

 

Cartuchos de Toners Coloridos:

O procedimento de teste ISO/IEC 19798 requer um conjunto padrão de cinco páginas de teste (figura 2), a serem impressas continuamente até o fim da vida útil do cartucho.

Cartuchos Jato de Tinta:

O procedimento de teste ISO/IEC 24711 também requer um conjunto padrão de cinco páginas de teste (figura 2), a serem impressas continuamente até o fim da vida útil do cartucho.

Figura 2: ISO/IEC 19798 e ISO/IEC 24711
Páginas de teste em cores

 

A impressão em cores envolve ciano, magenta, amarelo e preto em cartuchos de tinta ou de toner. As cinco páginas padrão contém uma mistura de texto e gráficos com diferentes quantidades de cobertura para conseguir uma média de 5% de cada cor por página.

Toner: Rendimento declarado X Rendimento real

No uso real, os clientes não conseguem copiar o conteúdo exato e as condições requeridas nos testes ISO/IEC. Além disso, suas impressoras e/ou multifuncionais nem sempre usam os drivers e configurações padrão exigido pelas normas de teste ISO/IEC. Como resultado, o rendimento real de cada cliente varia consideravelmente para mais ou para menos.

Veja os principais fatores que podem influenciar o rendimento real de páginas impressas: 

Cobertura de página:

Representada pelo percentual (%) de toner contido na página, é o fator de impacto mais óbvio sobre o rendimento de um cartucho. Pesquisas mostram que a cobertura de uma página em preto e branco é de 4% a 5%, em média. A impressão em cores geralmente envolve uma cobertura maior em relação à impressão preto e branco.

As páginas mostradas abaixo ilustram diferentes coberturas de páginas. Um cliente que imprime documentos que consistem principalmente em textos (figura 3) terá um rendimento de páginas maior do que um cliente que imprime documentos com imagens ou gráficos (figuras 4 e 5).

O documento da figura 3 tem uma cobertura total da página inferior aos documentos das figuras 4 e 5.

 

Tipo de imagem:

O conteúdo de duas páginas com o mesmo percentual de cobertura pode afetar a quantidade de toner usado. Isto porque a espessura da camada de toner depositada no papel é muitas vezes diferente nas bordas do que no meio das áreas impressas. Então, para imagens compostas de muitas bordas (como padrões de pontos), uma quantidade diferente de toner pode ser usada para criar uma cobertura que é dada, utilizado para a mesma cobertura em áreas sólidas ou mesmo no texto. Isto resulta num rendimento diferente do que o esperado com base na página de cobertura única.

Tamanho do trabalho:

O número de páginas impressas de cada vez (tamanho do trabalho), tem um impacto sobre rendimentos de cartuchos. Normalmente, quando se eleva o tamanho do trabalho, o rendimento dos cartuchos de impressão melhora. Por exemplo, um trabalho de impressão de três páginas rende mais do que três trabalhos de impressão de uma página. Isto acontece porque se consome uma pequena quantidade de toner quando a impressora inicia o trabalho, como faz para as três tarefas de uma página, e o que não acontece quando ela já está funcionando, para uma tarefa de três páginas.

Modo duplex, bandeja de papel e seleção de bandeja de saída:

Em um efeito semelhante ao produzido por tamanhos pequenos de trabalho, a impressão em frente e verso, ou selecionando as bandejas de papel ou caixas de saída que estão localizadas mais distantes dos cartuchos, pode induzir a perda de toner devido ao aumento do tempo de funcionamento da máquina por página impressa.

As condições ambientais:

Temperatura e umidade do lado de fora do escritório podem afetar o rendimento dos cartuchos de impressão. O efeito também pode variar de acordo com o modelo da impressora.

Manuseio do cartucho no fim da vida útil:

Alguns cartuchos exigem uma agitação quando a mensagem “toner baixo” é relatada ou quando a impressão começa a desvanecer-se a fim de redistribuir o toner no interior do cartucho e alcançar sua vida útil máxima.

Quando recomendado, a técnica de agitação do cartucho estará descrita no manual do equipamento. Os clientes que não realizam este passo quando recomendado e substitui o cartucho no primeiro sinal de “toner baixo”, pode descartar uma quantidade significativa de toner que permanece utilizável no cartucho.

Calibragem:

Muitas impressoras e multifuncionais usam um procedimento de calibração para melhorar a qualidade e manter a consistência de impressão ao longo da vida útil do dispositivo. Os ciclos de calibragem usam uma pequena quantidade de toner cada vez que eles ocorrem. Fatores como um grande número de ligar e desligar a impressora, o movimento do cartucho de equipamento para equipamento, e as mudanças bruscas e frequentes de temperatura podem aumentar a frequência de calibração.

Tempo sem impressão (ocioso):

Algumas impressoras laser “agitam” o toner em intervalos predefinidos quando estão ociosas ou em repouso para manter a qualidade do cartucho, provocando uma pequena perda de toner utilizável. Equipamentos ligados por longos períodos de tempo sem impressão podem reduzir a quantidade de toner disponível.

Selecionar cor:

Impressão de uma pequena quantidade de cor em páginas que são, na sua maioria, em preto e branco, requer uma impressora colorida para utilizar seus suprimentos de impressão em cores. A primeira página de teste da figura 2 é um bom exemplo de uma página com um ponto de cor. Muitos equipamentos coloridos estão equipados com um modo de execução “somente preto” que automaticamente, quando selecionado, uma série de páginas é impressas sem conteúdo de cores. Este modo de operação melhora o rendimento dos cartuchos coloridos por não utilizarem os suprimentos de cores ao imprimir somente páginas em preto.

Copiar ou modo de fax para MFPs:

O uso do toner em modo de fax ou cópia em multifuncionais (MFPs) é diferente do modo de impressão direta. O processo de digitalização de um documento e a aplicação de certo número de características de ajuste da imagem, pode resultar em uma cobertura maior ou menor do que a original que está sendo digitalizada. Exemplo disso é uma cópia mais escura, mais clara, nitidez alterada, etc.

 

Fonte: www.iso.org/jtc1/sc28

Participe da nossa newsletter

Inscreva-se agora e fique por dentro das nossas novidades!